terça-feira, 8 de dezembro de 2009

fim de filme


filme encerrado!
Parabéns à equipe e ao elenco pelos cinco meses de produção!

Abraços fortes,
Fábio Monteiro

Os Estrangeiros no Estival, 25.11.09

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

A próxima exibição

A TRILHA SONORA


Conforme pedidos, eis abaixo a trilha do sonora dos Estrangeiros!


01. "A Queda" - Trancos e Barrancos
02. "Luz do Outono" - Lestics
03. "Só pra te ver um pouco" - Bazar Pamplona
04. "O Gringo" - Bazar Pamplona
05. "Bailarina" - Tuia e os Transmissores
06. "Caos" - Lestics
07. "Coragem" - Tuia e os Transmissores

A sugestão é conferir essas bandas no myspace através dos links na coluna "parcerias e afins".

Abraços fortes!
Fábio Monteiro

sábado, 14 de novembro de 2009

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

A ESTREIA DOS ESTRANGEIROS!


Eis que apresentamos a data de estreia do filme Estrangeiros!

Foram cinco meses de produção, seis horas de filmagens, aproximadamente duzentas fotos e uma trilha sonora com sete músicas de bandas independentes! Um sucesso!

O filme será estreado com o apoio do Coletivo ESTIVAL (
http://mostraestival.blogspot.com/), uma iniciativa bem interessante de criação e popularização artística aqui na cidade.

Portanto, tomem nota e participem da exibição do filme:

ESTREIA DIA 25/11, ÀS 19h NA SALA MÁRIO COVAS
Na Pça Afonso Pena no Centro de São José dos Campos.

A exibição será aberta ao público, mas cheguem com antecedência para garantir um bom lugar!

Qualquer dúvida, entrem em contato: "coagulofilmes150@gmail.com"

Abraços!
Fábio Monteiro

domingo, 1 de novembro de 2009

O vencedor do Red Label é...

Neste sábado 31.10 houve o sorteio da rifa do uísque Red Label. O número correu de acordo com a centena do primeiro prêmio da Loteira Federal.

O número da Loteria segue abaixo, conforme publicado pela página da Caixa Econômica Federal. E o vencedor da nossa rifa foi o Sr. EDSON FRAGA com a rifa nº. 574, que foi vendida pela Mirah Bocalto.
Confiram a rifa abaixo:


O recurso levantado com a rifa do uísque será integralmente destinado à divulgação do filme Estrangeiros.

Agradecemos a todos o apoio!
Abraços,
Fábio Monteiro

Resultado da Loteria Federal 31.10.09

terça-feira, 29 de setembro de 2009

um filme novo para uma cidade nova


curta metragem em fase de edição

fim da primeira etapa

Neste fim de semana a equipe encerrou as filmagens. Foram cerca de três horas de imagens em três locações fixas, o bar do james, um apê e a lan house A3. Além disso, tivemos cenas capturadas em vários pontos da cidade, totalizando um período de três meses de filmagens!

Agora, que venha outubro. A edição está parcialmente pronta, só nos restam a mixagem do som e o tratamento de imagens, ou seja, a pós-edição. Etapa esta que será feita com a devida atenção que o projeto tem exigido. Logo divulgaremos aqui no blog as datas e os convites para a estreia do filme.

Os nossos parabéns a toda equipe que se envolveu com determinação, compromisso e talento ao longo destes três meses. E também os nossos agradecimentos aos apoiadores, são eles: Bar do James e Lan House A3.

No mais, é preparar a divulgação do filme e colocá-lo na estrada em busca de público. A cidade, São José dos Campos, agora tem uma imagem cinematográfica. A cidade agora tem um som e uma trilha sonora. Que venha o filme em busca da sua cidade!

Abraços a todos e grato pela atenção!
Fábio Monteiro

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A festa

Neste dia dezenove, a equipe fez uma festa para celebrar o encerramento das filmagens. Além disso, a festa serviu como cenário para a narrativa do filme, que já está em fase de edição.

A festa foi muito boa, toda a equipe esteve presente com várias amizades, cerveja e churras à vontade. Tudo correu bem. Agora é encerrar as filmagens com as cenas do apê e aguardar o sorteio da rifa que correrá com a loteria federal do dia 31/10/09. Sim, estamos rifando um uísque importado para levantar recursos para a divulgação do curta, boa sorte!

Abaixo, a matilha da Cachorro Filmes.



terça-feira, 8 de setembro de 2009

setembro em cena


Depois de um intervalo nas filmagens, é hora de colocar a edição em perspectiva. Fizemos as panorâmicas noturnas da cidade, subimos até os altos do Urbanova para capturar o melhor ângulo da cidade: atravessamos rios, entrecortamos formigueiros, fomos atacados por pernilongos e até mesmo vigiados por helicópteros particulares, mas fizemos as cenas. Se precisássemos de áudio, estaríamos ferrados, já que o dono do terreno manteve o helicóptero por toda a hora que ficamos no topo daquele morro inóspito pra fazer as panorâmicas. Descemos e fomos às ruas, mas uma noite não foi suficiente. Tudo bem, voltaremos para te ver, Anel Viário. Ainda nos encontraremos, Rodovia Dutra...





Veio o feriado, e com ele uma cuva para ficar em casa, tomar vinho e assistir ao material filmado. Está chegando a hora da edição... Além disso, tivemos a publicação da nossa entrevista no Madrugada Vanguarda, confiram abaixo. Entrevista com direito aos making of's e trilhas sonoras das bandas que compõem a trilha do filme: Drosóphila, Lestics e Bazar Pamplona. É só dar um play no filme abaixo!

Abraços!
Fábio Monteiro

sábado, 5 de setembro de 2009

Entrevista ao Madrugada Vanguarda, 05.08.09

video

Dê um play e assista a entrevista no Madrugada Vanguarda, 05.08.09


quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Ouça a entrevista da Rádio Mensagem, 25.08.09

video

Dê um play no vídeo e ouça a entrevista concedida à Rádio Mensagem de Jacareí nesta 3º feira, 25.08.09.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

a noite de sábado vinte e dois


A noite de 22 de agosto foi fria.

Mesmo assim, a equipe saiu às ruas para fazer as filmagens da Mirah e sua personagem caminhante. Começamos pela Avenida Ândromeda no Satélite. Muitos carros, luz suficiente para trabalhar e ainda contamos com uma tímida plateia que assistia aos takes de dentro do estacionamento do Vale Sul.

Pra começar a esquentar a noite, um travelling de primeiro plano ao longo da calçada do shopping. Uma, duas, três, quatro tomadas da cena. Até que conseguimos acertar a melhor captação de som para aquela noite.

Depois, rua Tucuman. Ninguém jamais havido passado naquela rua no Parque Industrial. Uma rua curta com quatro postes e, ao fundo, o cenário noturno da cidade. A personagem em primeiro plano e a cidade como cenário. Porém, um detalhe: um poste queimou. Raios!

Preparamos um carro com luz alta e ensaiamos as cenas. Tudo bem, não fosse o fato de que precisamos empurrar o carro para captar o som da Mirah... Esta foi a cena mais trabalhosa, quarenta minutos, dez tomadas. A vizinhança foi ao portão, mas só pra ficar de plateia. Nada de ajudar a empurrar o carro... Haja fôlego para tanta cena. Fim da etapa, todos estavam devidamente aquecidos de tanto empurrar carro rua acima. Detalhe: eu passei na mesma rua na noite seguinte, domingo: todos os quatro postes estavam acesos. Ou seja, o poste tinha que queimar justo na noite da filmagem...

Depois, Avenida Cassiano Ricardo. Uma tomada rápida, cerca de um minuto. Ainda tínhamos mais duas cenas pela frente. Mas o frio estava pegando, o vento cortando rente à pele e alta noite já chegava... Filmamos a cena que garantia a sequência e encerramos por ali. Três sequências numa noite fria que mereciam uma comemoração.

Com as cenas gravadas e o som conferido, fomos conhecer um bar da Avenida. Mas desta vez, com tudo iluminado e sem ter que se preocupar com os excessos de barulho, decidimos brindar a curta noite de filmagem e nos preparar para os próximos desafios.

Abraços!
Fábio Monteiro

os bastidores no Bar do James, 11.08.09

video

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

agosto

Enquanto isso, na produção dos Estrangeiros...

Andamos recebendo os elogios e considerações sobre a nossa primeira noite de filmagem e sobre as reportagens que foram publicadas. Agradecemos a participação e estímulo de todos que entraram em contato com a equipe.

Agora, no próximo sábado dia 22/08, teremos a nossa segunda noite de filmagem. Desta vez, pelas ruas da cidade. São cerca de quatorze pontos escolhidos para serem fotografados no filme. Agora, será a vez da Mirah contracenar com a cidade. A caminhante e as ruas. A habitante e sua melhor amizade. A pessoa e a paisagem.

Esperamos que o tempo colabore e que sábado nos traga uma noite limpa, sem chuva. Tudo bem que seja fria. Afinal, este inverno tem sido um dos elementos do leitmotiv dessa produção.

Que venha sábado. E que a cidade seja uma novidade a partir de então para esses estrangeiros.

Abraços!
Fábio Monteiro

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

onze de agosto


E veio a noite de onze de agosto pronta para a filmagem no Bar do James. A equipe técnica chegou por volta das seis e meia da noite. Preparação da iluminação e um spot queima. O Marcão desmonta o set, parafuso por parafuso e nada. Foi montá-lo de novo pra saber que era apenas um mau contato. Luzes prontas e os clientes vão enchendo o bar...

Chega o André. Prepara o laptop, microfone a postos e uma cerveja na mesa. Mais clientes chegam ao bar. Passamos um primeiro teste de som e tudo bem, dá pra limpar os ruídos e garantir um bom áudio do elenco. E o elenco ainda não chegou...

As câmeras estão prontas. Cem por cento de baterias, fitas rebobinadas e etiquetadas e preparamos um monitor pra acompanhar as cenas. Mas o monitor não reconhece o sinal NTSC da câmera. Tivemos que passar o ensaio tudo em preto e branco. Daí que só dá pra ter uma ideia do que seja o enquadramento e o plano, já a iluminação... E cadê o elenco?

Já eram mais de oito horas e tantos minutos quando o elenco chegou ao bar devidamente ocupado por clientes já bastante curiosos pra saber que raios seria feito de toda aquela aparelhagem disposta no meio do salão. O elenco chega fora de foco, meio perdidos no bar, mas prontos pra entrar em cena, com o texto e gestual mais que ensaiados.

Logo os três, Paulo, Plaça e Mar seguiram para a maquiagem da Aline e da Mirah; preparam seus figurinos e bastou um ajuste nos spots e o acerto da câmera pra começarmos as filmagens. Às nove horas e pouco minutos.

Uma chamada geral para os clientes do bar. "Por gentileza, só temos uma noite para fazer um filme e precisamos do silêncio de vocês. Contamos com a cooperação de todos". E, de fato, todos cooperaram. E foram muitos os que ficaram até por volta de meianoite só pra acompanhar toda a filmagem. E a cada palavra "ação" dita em alto e bom som, todo o bar ficava em silêncio só pra ver o elenco em cena. Perfeito. Uma noite de terçafeira para ficar para sempre. A equipe em sintonia. O Bruno e sua concentração cinematográfica, o Felipe e seu voluntarismo e o Marcão sempre pronto pra decupar a iluminação. O som do André sendo filtrado com a devida atenção. No mais, o elenco destilando espontaneidade e originalidade.

Parabéns aos estrangeiros! Parabéns a toda equipe!
Fim da primeira etapa. Agora, que venha a cidade.
Abraços!
Fábio

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Uma nova parceria: a Cachorro Filmes!


Os cães ladram e a caravana segue adiante!

Eis aí mais uma nova parceria para os Estrangeiros, a Cachorro Filmes. Composta por Bruno Russo e Marco Vaz, a Cachorro traz uma experiência singular na área audiovisual tendo produzido institucionais e filmes de terror... Pois é, estes formandos de Rádio e TV compõem a equipe técnica dos Estrangeiros e, além disso, chegam cheios de sugestões e dicas cenográficas para levarmos o filme adiante.

O Bruno tomou em punho a câmera do filme e será nosso primeiro cinegrafista, já o Marcão ficará responsável pelos spots e iluminação do filme. O nosso ensaio técnico desta terça dia 04/08 no James mostrou isso. Embora fosse o primeiro encontro de toda a equipe técnica com o elenco, todos estavam compromissados com o filme e bem envolvidos com o projeto.

Ainda temos alguns detalhes pra acertar nesta última semana antes das filmagens, como alguns equipos que faltam e extensões. Sim, precisamos de, aproximadamente, 20m de extensão pra ligar nossos equipos! Mas tudo bem, nada que a solidariedade e companheirismo das amizades não resolva... Aliás, além disso, temos que agradecer ao James pelo apoio e paciência!

Abraços!
Fábio

making of #04, sorocaba

video

quinta-feira, 30 de julho de 2009

um som para os estrangeiros


Um som para o filme. A trilha sonora do curta está sendo preparada pelo casal André Dias e Ana Pimentel, ambos da banda Drosóphila que tem um pé em Santos, outro em Sampa e outro em SJC. Eles entraram em contato com o roteiro e estão em busca de bandas independentes que tenham interesse em contribuir com a produção. O som dessas bandas irão compor a trilha do podcast que será interpretado pela Ana ao longo das externas do filme.

Além disso, o André está dando um talento na trilha original do filme, isto é, na trilha sonora das internas do filme. Ele ficou encarregado de compor a trilha do casal no apê e, além disso, dar o retoque final na mixagem do som do filme, cuja captação começará logo nos ensaios da próxima semana, a primeira de agosto.

O trabalho da composição está muito bom. Aos poucos, eles estão gravando as bases e os instrumentos tendo como referência Sonic Youth, Air e Radiohead por enquanto... Semana que vem tem mais composição de trilha. E haja curta para tanta citação!

Abraços,
Fábio

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Uma nova parceria: o bar do James!


E julho nos deixa com duas novidades nos bastidores! Nesta noita de quartafeira tivemos um encontro com o James, do Bar Turco Gordo (r. Sta Clara/ Vila Ady'Anna) e conseguimos acertar a locação do bar!

Agora, temos tudo confirmado para darmos início às filmagens! Sempre muito educado e gentil, o James nos apontou os melhores dias para o nosso trabalho e também se dispôs a nos ajudar a localizar a equipe e os equipamentos nas noites de ensaio e filmagem. Teremos o bar disponível em duas noites: na primeira terçafeira, faremos o teste de luz e som, maquiagem e fotografia. Além disso, passaremos novamento o texto, desta vez com liberdade para o elenco transitar pelo bar. Na semana seguinte, faremos a filmagem entre 18h e 22h. Fechado! Que o elenco se prepare e a maquiadora que fique atenta, estaremos em cena no Bar do James!

Abraços,
Fábio

segunda-feira, 27 de julho de 2009

making of #03 - ... acontece mesmo!

video

o elenco e a locação


Eis que na última sexta-feira dia 24/07 fomos até o bar do James, o Turco Gordo, para o nosso primeiro ensaio na locação. Logo que chegamos já nos ajeitamos na mesa planejada para a filmagem, pedimos as devidas cervejas e marcamos os pontos de câmera para passarmos o texto.

Entretanto, todo bar ou lanchonete exige a sua diplomacia, seja ela etílica ou gastronômica. Então, pedimos uns petiscos, mais cervejas, outros aperitivos para, então, fotografarmos para o blog, comentarmos os últimos ensaios, debatermos os figurinos e detalharmos todas as movimentações do Paulinho e da Malu.

O Bar contribui muito para as narrativas dos amigos e, além disso, tem uma geografia que favorece a entrada e a saída das personagens dando uma boa margem de manobra para a equipe filmar. Uma preocupação é a iluminação, já que o bar atende num clima que não chega a ser à meia-luz, mas que ao mesmo tempo exigirá de nós um equipamento para dar mais atenção e foco aos atores.

Outro aspecto da locação que favorece o filme é a pouca movimentação da rua. A captação de som ficará por conta do André Dias, que fará a captação diretamente para a ilha de edição no laptop. Eis aí mais um detalhe de uma produção independente: as amizades entrando em cena, ou melhor "fora-de-cena". Afinal, os filmes também são concebidos nos bastidores!

Mais ensaios com improvisos, figurinos, locação em primeiro plano e bastidores entrando em ação. Pouco a pouco, passo a passo o curta de ficção se torna realidade!

Abraços,
Fábio Monteiro

terça-feira, 21 de julho de 2009

ensaios e anseios


Nesta última semana houve dois ensaios decisivos da turma do bar. Os amigos Paulo, Rafael e Marianna avançaram com com espontaneidade e determinação em seus personagens, Paulinho, Jorge e Malu, respectivamente.

Já no primeiro ensaio, Jorge e Paulinho se soltavam do texto escrito, elaboravam cenas extras, incluíam palavras e improvisavam cena a cena. Bastou um vinho a mais e então ambos já estavam mesmo dentro da estória e traziam, aos poucos, a Malu, que até então apareceria naquela mesa de bar somente pra curtir uma noite de boemia. Porém, mais outra garrafa de vinho e estavam todos os três debatendo o rumo do filme sem sequer notar a presença da câmera do making of.

Então, no segundo ensaio, "cadê o texto?" Esqueça, vamos assim mesmo! "É isso aí, Plaça!" Lá estavam Jorge, Paulinho e Malu conversando, flertando e debatendo sobre isso de ser estrangeiro em sua própria cidade, entre suas próprias amizades. Após o almoço de sábado, um café e uma garrafa de vinho e mais uma boa dose de ensaio rumo ao sumo desta tarde de inverno.

Foram mais de três horas de ensaio que resultaram em muitas risadas, boas doses de improviso e mais de duas horas de making of. Na próxima semana, o ensaio será na própria locação com figurinos e testes de luz.

Estamos a um passo da filmagem.

Abraços!
Fábio Monteiro

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Ensaiando.

No dia 16 de julho, aconteceu o nosso primeiro ensaio de verdade, os amigos no bar. Nesse ensaio nos já utilizamos alguns elementos cenográficos do curta-metragem, como a mesa, os copos e nossa disposição ao redor da mesa. O ensaio foi de extrema importância, pois nós conseguimos estabelecer parâmetros e limites para as nossas personagens. Conhecemos o texto de uma forma falada e representada, o que foi fundamental para sabermos o texto, seus gestos e olhares. Nesse dia também discutimos sobre as personalidades e as perspectivas de cada um diante do texto que nos foi dado. As nossas conversas e encontros estão sendo muito produtivos, e assim estamos aguardando o grande momento da filmagem.

Abraços, Marianna Mar.

sábado, 18 de julho de 2009

quarta-feira, 15 de julho de 2009

o filme através do filme


A citação é um elemento importante da linguagem artística. Através dela, o gesto determina suas intenções criando referências, estabelecendo elos entre a memória coletiva e o presente, o instante. No cinema, a citação se manifesta de diversas formas, seja através da cor (Storaro via Jean-Jacques Beineix), da fotografia (Antonioni via Wenders), do enquadramento (Will Eisner via Sganzerla), do movimento de câmera (Jean Renoir via Reichenbach), da dramaturgia (Rosselini via Glauber), do roteiro (Buñuel via Buñuel via Buñuel) et cetera.

Dessa maneira, a citação pode ter múltiplas intenções, seja a do elogio aos mestres, seja a de buscar fazer parte de uma tradição, seja a anedótica ou mesmo a de procurar estabelecer comunicação com o universo afetivo do público através do que há de mais sutil e profundo numa sessão de cinema: o universo da memória afetiva, o subconsciente.

Para não deixar de lado a recente produção audiovisual brasileira, basta dizer de alguns realizadores como: Cláudio Assis (PE) que busca referências no manguebit, Beto Brant (SP) que se vale da literatura contemporânea e o novato Matheus Souza (RJ) que se afirma no longa-metragem dominando a linguagem à maneira de Domingos Oliveira.

Sendo assim, no caso da mais urgente criação artística, o nosso melhor princípio é a memória, nosso substrato, inteligência e norte para tantos outros mapas e histórias.

Fábio

"Toda grande ficção tende ao documentário. Todo grande documentário tende à ficção", Godard.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

quarta-feira, 8 de julho de 2009

dia sete, primeiro ensaio

Neste dia sete de julho, noite de lua cheia, fizemos o primeiro ensaio do curta. As cenas 08 e 10 foram testadas pela Nalini e pelo Jean, o 'casal do apê' do filme. Claro, como sempre a Nalini cheia de sugestões e re-começando o filme a partir do roteiro, procurando novos sentidos para as cenas levando em conta referências como o vermelho de Bergman em "Gritos e Sussurros", a coreografia de Bressane e, como se isso tudo não bastasse, suas impressões do último filme do Nachtergaele, "Festa da Menina Morta". Isso tudo para a composição de uma cena interna num apê! Já o Jean, estava perspicaz como sempre, com o texto afiado determinando a sintonia do elenco. Do lado de cá da câmera, o Felipe decupando o casal com seu olhar atento e a Mar com a sua participação afetiva preparando chá verde pra toda turma.

Na primeira noite de ensaio já conseguimos estabelecer um sentido para a decupagem, a coreografia e a iluminação das internas do apê. Coisas da lua cheia. Ou do chá verde. Dizem dela que é capaz de presságios. Dizem dele que é capaz de mistérios. Entre um e outro, seguimos em busca de cenas nesta sina.

Abraços!
Fábio Monteiro

segunda-feira, 6 de julho de 2009

estrangeiros de segunda viagem


Esse é o blog do curtametragem ESTRANGEIROS, a nova produção da coágulo filmes em parceria com felipe miranda. O curta trata de relacionamentos e da cidade de são josé dos campos através de três estórias que se relacionam a partir de diferentes perspectivas de casais e amizades.

Este é o oitavo curtametragem da coágulo filmes, desta vez em parceria com felipe miranda, produtor independente com experiência em webséries, e que também conta com a participação especial de estudantes de arquitetura que farão suas primeiras viagens no mundo do audiovisual.

O curta será realizado no segundo semestre de dois mil e nove. Ao longo da sua produção, atualizaremos o blog com fotos, vídeos e making of's para criar um diário de bordo desses estrangeiros em busca de um filme.

Abraços!
Fábio Monteiro

SEQ12 - C04


RAFAEL
Sei, deve ser por que os australianos são bonitos... Brincadeira, cara. Olha, relaxa, é que você ainda está muito comprometido com a notícia. E ela não vai viajar agora, vai? Tudo bem que ela tenha o visto, mas acho que ela ainda leva tempo pra se organizar e partir. Daí que vocês têm mais tempo pra conversar e ver isso aí direito...

PAULO
Ah, não sei não... Eu prefiro acabar com isso aí de vez...

RAFAEL
Mas daí você acaba com uma coisa que nem começou. Isso é uma coisa muito comum hoje em dia, Paulo. O pessoal está mais interessado mesmo em cair fora do pais, em se auto-exilar, em se perder por aí e quese dane o resto. Ninguém quer compromisso hoje não, e eu acho que quem está na contramão das coisas é você, cara. Você que foi tonto o suficiente pra se deixar levar por ela.

PAULO
Olha quem fala... E você aí sentado feito um dois de paus bebendo a tarde inteira..

RAFAEL
Exatamente! Mas ao menos as mulheres que eu conheço ficam aqui na cidade, estão todas ao meu alcance e me ligam quando querem...

... e por aí, as coisas acontecem